Guia para empresários/Português

From eRepublik Official Wiki
Jump to: navigation, search
Languages: 
EnglishIcon-English.png
PortuguêsIcon-Portugal.png
Portugues BrasileiroIcon-Brazil.png
Empresa de alguém que leu esse guia.

Esse manual é baseado no artigo original[1] publicado por Cavalcanti

Onde investir

Brasil

Recentemente, dSoKre escreveu em seu artigo[2] algo que nós já estamos cientes a um bom tempo:

 Dos 10 maiores países, os piores para abrir uma empresa são Irã, Brasil e Espanha. 
(eWorld Trade Centar, março de 2009.)

Nós possuímos cerca de 5 cidadãos para cada empresa, sendo que grande parte desses cidadãos são inativos (em torno de 55%).

Matéria-prima

O Brasil possui regiões com produtividade alta em 4 setores: grãos, ferro, petróleo e madeira. Possuímos três regiões com produtividade média de diamantes, no entanto, não é lucrativo, tendo em vista que o multiplicador para produtividade média é de 1, enquanto que empresas fora do Brasil (África do Sul, Indonésia, Rússia e Canadá, por exemplo) possuem regiões com alta produtividade de diamantes e por conseguinte um multiplicador de 2.

Madeira extraída por empresas brasileiras.

Pois bem, sobram grãos, petróleo, ferro e madeira. Esses dois últimos setores, ferro e madeira, ultimamente tem ofertados salários altíssimos - em sua maioria, empresas estrangeiras (húngaras, na maioria das vezes) que vem até o Brasil, instalam-se e tem de ofertar salários altos, iludidas pelo alto número populacional brasileiro que, no entanto, possui uma pequena parcela ativa.

Não é recomendada a abertura de novas empresas nos setores de ferro e madeira - mesmo em caso de guerras! Muitos abriram empresas de ferro nas últimas semanas atraídos pela grande falta de ferro no mercado, o que, além de aumentar o preço do ferro (lei da oferta e da procura), inúmeras empresas de ferro fazendo guerra de salários no intuito de atrair o máximo de empregados possível, aumentando ainda mais o preço do ferro.

O mercado de ferro está saturado, portanto, sem necessidade de abrir novas empresas. Já madeira, ultimamente tem apresentado poucas ofertas no mercado, no entanto, a demanda é baixa, portanto o mercado encontra-se normal, com pouco escoamento de estoque. O setor de grãos tem apresentado poucas empresas Q2, sendo que o mercado ainda não está competitivo o bastante, abrindo vagas para mais novas empresas do ramo aparecerem. Empresa de diamantes, como dito acima, não vale a pena para abrir no Brasil.


Manufatura

Empresas de comida Q1 são poucas no Brasil.

Comida: Há um grande consumo interno da população como um todo, o que dá um grande escoamento do estoque. O mercado de comida brasileiro apresenta inúmeras empresas Q2, Q4 e Q5, o que lhes dá uma grande competição pela busca dos menores preços. No entanto, a escassez de empresas de comida Q1 no mercado tem feito os preços subirem. Talvez seja uma boa hora para que sejam criadas empresas de comida Q1 - que é a mais consumida dentre a popualação.

Arma: As inúmeras empresas de armas Q1 concedem ao Brasil uma grande competição pelo menor preço, ainda que em períodos de guerra os preços subam cerca de 50%. Para se ter uma idéia, em um dia as armas estavam a 6 BRL. A Alemanha, que tem aliança com o Brasil, iniciou um ataque contra a Aústria e os preços das armas Q1 subiram para 9 BRL. As empresas Q3 e Q5 dão conta da demanda interna - mesmo em períodos de guerra, que não aumenta tanto. No entanto, o Brasil atualmente não apresenta nenhuma empresa de armas Q4. Pode ser uma boa oportunidade para dar upgrade na sua empresa de armas ou comprar uma Q4 para iniciar um monopólio no setor (ou não).

Presente: O Brasil possui apenas empresas de presentes Q1 e Q2, que atendem à demanda nacional, sendo que de gifts Q1 a concorrência, quer nacional quer estrangeira, é bastante elevada. Atualmente, só é encontrada uma empresa de presentes Q2, com um preço bem maior que o dobro do menor ofertado pela gift Q1. É uma boa oportunidade para surgirem novas empresas de Gifts tanto Q2 como Q3, esta última inexistente, porém com uma grande procura, o que facilita o escoamento do estoque.

Bilhete de viagem: É uma empresa que lucra bastante em épocas de guerras e eleições, devido ao aumento da procura e a permanência da mesma demanda. O Brasil não possui empresas de Moving Q2 já que sua demanda é nula e todos preferem perder 2 Wellness a pagar o dobro do preço de um Moving Q1 para perder apenas 1 Wellness. O bom número de empresas no ramo de Moving Q1 confere uma alta produção, sendo que na maioria das vezes é difícil escoar o estoque. Atualmente, o mercado de Movings encontra-se saturado, sem a necessidade de novas empresas.

Construção

Casa: É um mercado a bastante tempo defasado e que raramente dá algum lucro. A grande procura de casas de alta qualidade na maioria das vezes extrapola os limites nacionais e cidadãos pagam em ouro por essas casas. O alto número de empresas de casas Q1 confere uma boa competição pela busca dos menores preços, sendo um setor com uma demanda ínfima e de pouca lucratividade.

Hospital e Sistema de defesa: Só vale a pena se forem Q4 ou Q5, já que a maioria dos países não vão se fortalecer com edifícios inferiores. É necessário um enormíssimo investimento quer na empresa quer na madeira necessária para a construção das infra-estruturas.

Exterior

Diamantes produzidos no exterior.

Segundo o artigo do dSoKre[2]:

 Dos 10 maiores países, os melhores para abrir uma empresa são Croácia, Hungria e Inglaterra. 
(eWorld Trade Centar, março de 2009.)

Sendo que esses países só possuem produtividade alta em grãos.

Um bom país, porém com pouca mão de obra disponível, é a Rússia, no setor de diamantes, já que o Brasil tem baixíssimas taxas de importação na área de diamantes. Outro bom país para investir é Hungria e Croácia no ramo de manufatura, devido a mão de obra abundante.

Análise de mercado

Caso queiram exportar ou abrir empresas no exterior para depois venderem aqui no mercado brasileiro é preciso ter em atenção certos detalhes importantes:

  • Se o país de destino tem população para consumir o produto e/ou mão-de-obra disponível e barata para a empresa;
  • Imposto de renda + Imposto de importação, verifique se com estes impostos, o preço final do produto se torna excessivo no país a exportar, não trazendo lucro algum para a empresa. Ou se o imposto de importação é alto no Brasil e não se torna viável vender para cá a partir do exterior;
  • Country Trading Embargoes, controlar se o país onde querem investir não tem embargo com o Brasil, e vice-versa. Além disso se for um país pertencente à PEACE a probabilidade de isto acontecer é bastante menor. Além disso, guerras entre países impedem que eles possam ter uma atividade economica entre si, vide guerra Brasil-Argentina;
  • É preciso ter moeda do país caso queiram abrir a empresa fora, e para isso é necessário ir ao mercado monetário (mais informações adiante);
  • Se tem uma empresa com várias licensas de exportação, fazer as contas numa moeda universal a sua escolha (BRL, ouro etc) para terem a certeza que compensa.

Como investir

Depois de escolher o setor, o país e a região onde vão investir procurem no Empresas à venda se há alguma empresa, igual aos seus critérios, à venda por um preço inferior ao que custaria caso a criassem do princípio.

Se não encontrarem nenhuma que satisfaça aos seus critérios, vão até a página Meus locais » Empresa » Criar empresa e completem os espaços com o nome da empresa e o setor. Lembro que a empresa é criada na região onde estão, portanto caso você queira abrir uma empresa de petróleo no nordeste, sua organização precisa estar lá.

Ter uma organização para possuir e gerenciar as empresas é mais aconselhável, pois assim podem trabalhar na mesma com a sua conta normal. Lembrem-se que podem criar empresas com a conta do seu cidadão, mas se assim o fizerem perdem 1 de Wellness por cada empresa que tenham, não podem trabalhar em nenhuma empresa e não podem sair do país em que a empresa foi criada. Assim, a longo prazo, é aconselhado que tenham as empresas numa organização visto que esta não perde Wellness (porque não a tem) e ficam a liberdade para se movimentarem. Organizações custam 5 em ouro, mas valem a pena.

Gestão da empresa

Na empresa terão sempre de ficar atento aos gastos na produção, a produção em si e o lucro que ela promove. Cada empregado terá de ter um salário correspondente à sua habilidade e ao que produz. Atualmente, sem o trivia, é dado um bônus de 50% de produção ao trabalhador.

Lembrem-se que é preciso ter uma boa relação com os empregados, e para isso fornecem-lhe presentes com alguma frequência pois assim além de aumentarem a sua produtividade (mais wellness) fidelizam o operário.

Por vezes o lucro não é tudo e vender alguns dias o produto ao custo de produção, serve para arrumar com a concorrência e assim ter um maior domínio no mercado.

Erros a evitar

  • Nunca abrir uma empresa de matéria-prima numa região que não seja de alta produtividade.
  • Nunca comprar uma empresa, seja ela de que setor for, no Empresas à venda por um preço maior do que o custo de uma nova.
  • Não comprar licenças para países em guerra com o Brasil (atualmente Espanha, Inglaterra, Estados Unidos e Romênia) ou com embargo ao mercado brasileiro ou até mesmo com alto imposto de importação.
  • Não abrir empresas em setores saturados ou sem grande expressão.
  • Não abrir empresa se não tiverem dinheiro para pagar aos trabalhadores e/ou comprar matérias-primas. Se possível ter salários/matérias-primas para 5 dias.

Mercado monetário

O Mercado Monetário é aonde você troca moedas por outras moedas diferentes, sendo que todas as moedas possuem cotações em relação ao GOLD e vice-versa. Essas cotações variam de país para país, de tempo em tempo, chegando a variar-se em ciclos. O Brasil, por exemplo, mantém uma média de 1 BRL = 0.028 ou 0.029 ou 0.03 ou 0.031 GOLD.

Recursos humanos

Para conseguirem trabalhadores para a sua empresa é necessário abrir vagas. Para isso basta ir a Company » Seleccionar a empresa desejada » Add a Job offer e colocar lá o número de vagas, a skill que querem e o salário correspondente.

Depois de contratarem um cidadão, este só se pode despedir ao fim de 72horas na empresa e o gestor da empresa só lhe pode baixar o salário ao fim de 72h também.

Precisa tomar cuidado para não colocar salários excessivamente altos, mas com um valor que faça os jogadores desempregados irem para a sua empresa.

Se todos os empresários colocarem um salário superior ao que já se encontra no Human Resources, teremos uma subida enorme nos salários. Se pagam mais nos salários, têm de vender a preço maior para puder pagar esses salários, por isso tenham atenção e responsabilidade aos salários que oferecem.

Comparado agora a qualidade da empresa, pode-se dizer que compensa a um jogador de skill 5 ganhar 26 BRL numa empresa Q2 do que 28 BRL numa empresa Q3, já que na Q2 perde menos uma unidade de wellness, e assim sucessivamente. Por isso adequem os salários de acordo com a qualidade da sua empresa.


Conclusão

Lembrem-se que ter uma empresa não é a maneira mais rápida para enriquecer. Existem inúmeras maneiras legais de subir economicamente no eRepublik, e a criação/gerenciamento de empresas é apenas uma delas.

Aliás, neste momento, as empresas necessárias no Brasil em sua maioria são de qualidades altas (Q2+), logo é necessário um investimento consideravelmente maior para se estabelecer uma empresa de sucesso no Brasil.

Chegar aos 20/40 em ouro com medalhas e subidas de nível é relativamente fácil, logo existe uma saturação em empresas de menor qualidade.

Se querem mesmo apostar em empresas, considerem parcerias com outros cidadãos, empréstimos ou até mesmo cooperativas, porque lucro instantâneo é coisa que já não mais existe no eRepublik.

Créditos e agradecimentos

Referências

  1. Cavalcanti (março de 2009). Manual do Empresário eBrasileiro (em português). O Hoje 2.0. Página visitada em 4 de junho de 2009.
  2. 2.0 2.1 dSoKre (25 de março de 2009). Companies of eWorld @ day 490 of the eWorld (em inglês). eWorld Trade Centar. Página visitada em 4 de junho de 2009.

Ligações externas

  • eRepublik Tools - Podem usar este site para verem onde existem as matérias-primas mais baratas, onde pagam melhores salários e muito mais.

Mercado monetário