ODIN

From eRepublik Official Wiki
Jump to: navigation, search
Languages: 
EnglishIcon-English.png
PortuguêsIcon-Portugal.png
Portugues BrasileiroIcon-Brazil.png

Organização em Defesa dos Interesses Nacionais

odin2.jpg
General Information
Country Flag-Brazil.jpg Brazil
Abbreviation ODIN
Founded Junho 2010
Political
President S.E.Palmeiras
Members 180
Congress Occupancy 10/0 seats, Division by zero.%
Succeeds S.E.Palmeiras
Orientation Centro
Ideology Libertario


A Organização de Defesa dos Interesses Nacionais (ODIN) é o maior partido político eBrasileiro, já tendo eleito vários congressistas e presidentes. É um partido engajado em diversos projetos e sempre atuante na política nacional.

Introdução

Todos na vida possuem um objetivo, um desejo ou alvo, que são motivos de orgulho quando conquistados. E toda meta atingida é substituída por uma nova, dando mais sentido a nossa vida.

Alguns desses projetos não podem ser 100% concluídos pois não possuem um fim definido. Esses objetivos, normalmente utópicos, dão origem a uma ideologia que consiste em fazer de tudo para atingir nossas metas, mesmo que isso não seja possível. É isso que nós chamamos de Objetivismo, e dessa ideologia o ODIN é adepto.

Quem somos?

Um grupo de amigos, que se reuniu em torno de um objetivo (ler acima). Somos um partido baseado no Objetivismo, focado no desenvolvimento de seus membros e do Brasil, com espírito democrático, independente dos interesses individuais e de braços abertos para novos membros.

Ideologia

A Organização em Defesa dos Interesses Nacionais consagra como seus valores, princípios e ideais máximos (Art. 6º do Código Odinense):

• O Respeito, sem o qual não haverá uma convivência digna da irmandade que somos;

• A Liberdade, onde nenhum membro será forçado a fazer o que não quiser, e poderá opinar sobre qualquer assunto (liberdade de expressão) sendo fiel as suas convicções, não sendo reprimido por isso;

• A Integridade, respeitando as regras formais e informais estabelecidas no âmbito interno do partido, não se beneficiando da própria torpeza através da exploração de eventuais brechas de regulamento;

• A Lealdade, tanto ao País quanto ao partido, não praticando ações que prejudiquem essas instituições ou denigram a imagem das mesmas;

• A Responsabilidade, onde o membro responderá por todo e qualquer ato que tenha praticado em seu nome, e buscará cumprir com suas obrigações;

Objetivos

Somos um partido sério que busca o Desenvolvimento do eBrasil, acima de tudo, em todos os aspectos, aceitando a realidade e trabalhando em cima dela. Não nos importamos com números de cadeiras no Congresso, mas sim com a quantidade de membros ativos e competentes que ajudam o eBrasil a seguir em frente.


ODIN no Congresso

O recorde de maior números de Congressistas eleitos em uma única eleição foi estabelecido em Novembro de 2011, quando o ODIN elegeu 13 Congressistas. Essa marca não foi igualada (ou ultrapassada) desde então.


Presidência do País (CP)

O partido já elegeu 11 candidatos para a presidência do eBrasil, em 14 ocasiões. Onze vezes o cargo foi ocupado com o maior percentual de votos e três vezes após o impeachment do presidente eleito. Aqui está um resumo do governo de cada um deles:

Jazar (Junho-Julho 2010/Maio 2011/dezembro 2012)

No meu governo, ao escolher minha equipe, optei por pessoas em quem confio, ativas, interessadas, com ideias e pensamentos próprios e coloquei alguns "novatos" para adquirirem experiência. Meus ministérios eram bem independentes, pois como havia pessoas bem experientes, dei liberdade para que cada ministro colocasse em prática seus projetos e realizasse seu trabalho da melhor maneira possível. Todo governo tem erros e eles servem para que aprendamos e nos aperfeiçoemos. No meu caso, julgo que tive alguns erros estratégicos militares e falta de transparência quanto a alguns gastos do FMN para manter a campanha mexicana, ou tentar. As áreas nas quais meu governo se saiu melhor, na minha opinião, foram militar e internacional no fim da V1, porque o final foi o auge do exército br e iniciamos o plano de invasão a colônia espanhola-italiana do México, e internacional no ínicio da V2, principalmente america latina, porque testamos novas formações do exército e nossa ida ao México ajudou os Latino-americanos a se unirem mais contra a Espanha.

johnPand (Setembro 2010)

Minha gestão foi no mês de setembro. Concorri com o apoio dos partidos Top 6 (primeira vez na história que houve união total dos maiores partes em prol do Brasil). O exército trabalhou bem, mesmo com todas as alterações no jogo que ocorreram, estávamos vivenciando a época em que houve a maior saída de jogadores, tanto que os votos totais na eleição foram mínimos comparados as eleições passadas. Pude cumprir todos os planos do governo, alterações no Exército e nas estatais, reduzindo seus números, redução de gastos e aumento da arrecadação em gold. Foi um período turbulento, mas soubemos levar tudo muito bem, ajustando o planejamento conforme as mudanças impostas pelos admins. Com a unificação das profissões foi possível reduzir o número de estatais e permitir que grande parte dos membros do exército trabalhasse em empresas privadas. E com o exército consumindo de empresas privadas e mantendo estoque em estatais para eventuais crises, foi possível reduzir os custos de produção. Invadimos algumas regioes do Peru para fazer fronteira com a Argentina e iniciar War Games (porém foi tudo em vão, já que pouco depois a mudança nos MPPs impossibilitou que houvesse War Games). Não necessitamos de impressões de moeda e ainda terminamos o mandato com o dobro de golds de quando nos foi entregue. Pudemos promover uma aproximação entre as Milicias e o Exército, fazendo-os trabalhar em conjunto, ampliando a capacitade militar do país, quando conseguíamos tropas moveis em grande quantidade e qualidade, fazendo com que nossa presença alterasse resultados de batalhas.

Hugan (Outubro 2010)

Meu governo foi planejado para desenvolver o país socialmente e criar reservas nacionais. Infelizmente eu não fui eleito, assumindo a presidencia graças ao impeachment por inatividade do presidente Wakko. Com o Impeachment foi necessário reorganizar o governo e replanejar algumas das estratégias governamentais, logo após tivemos o ataque a região Norte do Brasil e os 10 ultimos dias do governo foram focados na recuperação do Norte e junto com a Phoenix dar o troco a Espanha. Recuperado o Norte iniciamos uma série de ataques, sendo o mais importante as conquistas de Lisboa (Portugal) e Andalucia (Espanha), tornamos nossos irmãos portugueses livres da Espanha e iniciamos uma cruzada contra a Espanha, infelizmente não foi dada a continuidade no seguinte governo. Considero os maiores feitos do meu governo o Ministério da Educação e a vitóriosa campanha militar, muito mais poderia ser feito eu reconheço, mas fizemos o melhor possível o que tornou o meu governo bastante elogiado pela própria oposição.

Vigoncalves86 (Novembro 2010/Junho 2011)

Fui presidente do eBrasil no mês de agosto, quando ainda era membro do Progressistas. Venci uma eleição tranqüila, depois de ter sido derrotado nos dois meses anteriores, pelo Jazar. E sou o atual presidente do país, agora pelo ODIN, depois do pedido de Impeachment do presidente que havia sido eleito. Há muita diferença entre minhas duas gestões. Em agosto, tenho certeza de que foi o pior mês possível para ser presidente do eBrasil, quiçá, para jogar eRepublik. Enquanto, hoje, o eBrasil está no centro econômico de sua aliança e exerce importante papel nas batalhas atuais. Consegui exercer minha visão política em todos os momentos. Não imprimi BRL quando o país passava por uma escassez de dinheiro, pessoas, atividade, tudo e a moeda estava em um patamar baixíssimo, de quase 1g = 80 BRL. E desta vez, temos a moeda supervalorizada, chegando a 1g = 35 BRL. Foi em meu primeiro governo que atacamos a África do Sul e tivemos que negociar com a Hungria sobre o aluguel de Gauteng. Desta vez, o titânio é bem menos importante para nós, por isso nosso foco é espantar a ameaça espanhola de perto de nossas fronteiras. Foi em meu governo que diminuímos os gastos estatais e instauramos a política de se receber menos em empresas governamentais e não mais, como era costume. Além disso, fui o principal incentivador do crescimento e nascimento das Milícias. O principal, para mim, foi em agosto e é agora, conseguir cada vez mais a integração entre os cidadãos. Para que no futuro tenhamos outros líderes competentes.

Governo Fernando Sucre (Fevereiro 2011)

Empossado após o impeachment do presidente eleito Ayato, Fernando Sucre implementa alguns projetos como a Secretaria de Apoio às Milícias (SAM). Ele também coninuou o ataque à Espanha iniciado pelo antigo presidente, dominando grande parte do território espanhol. Porém, devido a um erro de estratégia, esses territótios foram sendo perdidos até que a Espanha ficasse com todos os seus territórios originais.

Governo Ryan Cullen (Abril 2011)

Ryan Cullen se elegeu presidente em meio a um ataque espanhol ao Norte do Brasil. A batalha foi perdida, porém, com a ajuda da aliança Terra a região foi reconquistada. Alguns dias depois, a Polônia declarou Brasil como Inimigo Natural e iniciou o ataque ao Norte do Brasil. O Brasil foi perdendo territórios naturais até sobrar com Sudeste, Nordeste e Rio Grande do Sul. Porém, mais uma vez, com a investida da TERRA com a abertura de diversas Resistance Wars nos territórios poloneses, as regiões brasileiras foram uma a uma reconquistadas. Nessa guerra o Braisl perdeu controle sobre seus territórios sobre a África do Sul, mas existem planos para reconquistá-los. Na política o Governo Ryan Cullen foi bem ativo, restaurando a atividade dos ministérios, mesmo com tempos de guerra. Os ministérios das Comunicações, Educação e da Assistencia Social publicaram diversos tutoriais e comunicados à população para esclarecer as movimentações do Governo. (Em construção)

Governo hopez0r (Julho 2011)

Em breve.

Governo Raiken Niek (Agosto 2011)

Em breve.

Governo Dinossauro (Novembro 2011)

Em breve.

Governo Gislaine (Fevereiro 2012)

Em breve.

Governo Gulitiwi (Junho 2012)

Gulitiwi assumiu o comando do eBrasil, após o impeachment do então CP kuarw (uma das piores gestões da história). (Em construção)

Governo Mr. Levi (Outubro 2012)

Em breve.

ODIN no TOP 1

No dia 7 de Junho de 2012 (1,661 do Novo Mundo), as 23 horas, 28 minutos e 39 segundos, o cidadão e membro do partido Ryan Cullen soltou o grito: o ODIN, graças a um mini-babyboom promovido por seus próprios membros, havia passado o Partido Democrata Brasileiro em número de membros e se tornado o TOP 1 no Brasil! Uma marca histórica, já que o PDB, em 4 anos de vida, jamais havia caído, desde o dia que alcançou esse posto.

O ODIN ultrapassou o PDB ao alcançar 322 membros, enquanto este último contava com 321 partidários.

Galeria dos Presidentes do País (CP's)

Jazar01.jpgLazarus.jpgHugan01.jpgVigon.jpgRyanwiki.jpg


Presidência do Partido (PP)

O Grande Thor/Sagrada Freyja

O Grande Thor ou a Sagrada Freyja é o equivalente roleplayer do ODIN ao Presidente de Partido. O cargo é escolhido antes das eleições para presidente de partido na Taverna de Midgard. Para se tornar o representante máximo do ODIN, o membro deve, necessariamente, ter acesso à Taverna.

Os Grandes Thor e a Sagrada Freyja foram:

  • dinossauro (Julho 2010 / Setembro 2011) - 1º Grande Thor
  • Ryan Cullen (Agosto 2010) - 2º Grande Thor
  • Waxton (Setembro 2010) - 3º Grande Thor
  • Thaydi (Outubro 2010) - 4º Grande Thor
  • Lisbela (Novembro 2010) - 1ª Sagrada Freyja
  • Gulitiwi (Dezembro 2010) - 5º Grande Thor
  • Hugan (Janeiro 2011 / Dezembro 2011) - 6º Grande Thor
  • Roger-Myr (Fevereiro 2011) - 7º Grande Thor
  • Booh (Março 2011) - 8º Grande Thor
  • RizonPT (Abril 2011) - 9º Grande Thor
  • Emerson Nunes (Maio 2011) - 10º Grande Thor
  • Raiken Niek (Junho 2011) - 11º Grande Thor
  • Carpanese (Julho 2011) - 12º Grande Thor
  • Gislaine (Agosto 2011 / Novembro 2011) - 2ª Sagrada Freyja
  • Vigoncalves86 (Outubro 2011) - 13º Grande Thor
  • Marc Andrez (Janeiro 2012) - 14º Grande Thor
  • leviIIII (Fevereiro 2012) - 15º Grande Thor
  • TheNewMark (Março 2012) - 16º Grande Thor
  • Nukon (Abril 2012) - 17º Grande Thor
  • Volpi (Maio 2012) - 18º Grande Thor
  • Trautmann K (Junho 2012) - 19º Grande Thor
  • PedreiroRC (Julho 2012) - 20º Grande Thor
  • MarcioPopo (Agosto 2012) - 21º Grande Thor
  • S.E.Palmeiras (Setembro 2012) - 22º Grande Thor
  • Elesig (Outubro 2012) - 3ª Sagrada Freyja
  • DiegoVirmond (Novembro) - 23º Grande Thor


Títulos Políticos

No dia 1.788 do Novo Mundo (12 de Outubro de 2012) foram introduzidos os Títulos Políticos (Political titles). S.E.Palmeiras era o então PP, e assim montou a primeira equipe política do partido a ser oficializada ingame: Elesig como Vice-Presidente, Ryan Cullen como Secretário Geral, MarcioPopo como Conselheiro e Fratini como Porta Voz.

Fórum

O partido é dividido em quatro áreas: a Área aberta (pública), a Taverna de Midgard, a Fortaleza de Gladsheim e o Conselho de Asgard.

Na Área aberta são criados tópicos que contam com a participação de todos os membros do fórum. Membros do partido que possuem acesso a essa área devem pedir a liberação do acesso à Taverna no tópico Postulações à Taverna de Midgard.

Na Taverna de Midgard são discutidos alguns assuntos importantes do partido, como candidatura a PP e Congresso. Os membros que se postularem passarão por uma votação entre os membros da Taverna e serão selecionados a participar ou não da área. Os membros podem se postular quantas vezes quiser se não aceitos previamente.

O Conselho de Asgard é restrito a fundadores e a alguns membros destacados do Partido. Eles discutem assuntos delicados que envolvem o partido e/ou o País. É no Conselho que se iniciam os debates sobre as eleições presidenciais.

E, por fim, na Fortaleza de Gladsheim estão estruturados os projetos ativos do partido, que já foram previamente debatidos na Taverna de Midgard. Todos que tem acesso a Taverna podem visualizar a Fortaleza.


Roleplay

O partido é adepto do roleplay, ou seja, da interpretação de personagens dentro do jogo. Adota-se a mitologia nórdica em seus roleplays, e os cargos internos e as áreas do fórum também foram batizados nesse estilo.

Porém, não se deve confundir "roleplay" com "brincadeira". O ODIN tem o roleplay em sua base, mas, mesmo assim, não deixa de ser um partido sério que busca trabalhar pelo bem do país.

O maior exemplo do Roleplay presente no partido ODIN é o Livro de ODIN. Contém crônicas e contos sobre a mítica criação do partido. Todo membro do ODIN deve ler o livro para se manter em contato direto com Dio Brando e se afastar da porcandade.


Mandamentos do ODIN

1) Jamais critique o ODIN em público.

2) O Grande Thor sempre está certo.

3) O Grande Thor nunca está errado. Ele, no minimo, está meio certo.

4) O ODIN está acima de tudo e de todos.

5) O ODIN nunca falha. Nem seus membros. No máximo, eles cometem um equívoco.

6) Jamais use o nome Thor em vão. E muito menos o nome ODIN.

7) Seja fiel ao ODIN, e serás recompensado. Ou não.

8) Jamais duvide do ODIN, do Grande Thor e de seus propósitos. Jamais.

9) Seja ativo, jamais passivo. Sim, você entendeu.

10) Não critique um integrante do ODIN. Ele pode... não, ele vai te pegar, cedo ou tarde.


Meios de comunicação

Canal no IRC: #ODIN - irc.rizon.net

Participe do nosso fórum!

Site Oficial ODIN: http://www.odin.vai.la